segunda-feira, 25 de maio de 2020

Agrupamento de Escolas de Ansião (AEA)-Os alunos de 11.º e 12.º anos do AEA voltaram à Escola

A retoma das atividades letivas presenciais dos alunos dos 11.º e 12.º anos ocorreu, no dia 18 de maio, por imposição das medidas de desconfinamento decididas pelo governo e integradas numa estratégia de retoma gradual, progressiva e monitorizada, da economia e da sociedade, depois de decretado o fim do estado de emergência. A Direção-Geral dos Estabelecimentos Escolares e a Direção Geral de Saúde (DGS) elaboraram documentos com normas para o regresso às escolas, aulas presenciais, e à limpeza e desinfeção de estabelecimentos de ensino. Assim, o AEA preparou detalhadamente este momento, através da alteração e redução de número de mesas nas salas de aulas, e transformou a sala de alunos e ginásios em salas de aulas. Nesta retoma, não houve necessidade de proceder ao desdobramento de turmas nem de repor aulas à distância, porquanto se registou a otimização dos espaços escolares, observando-se o distanciamento obrigatório pelas orientações da DGS. A preparação do reinício contou com o apoio da Sr.ª Delegada de Saúde, Dr.ª Natércia Veloso, bem como, no dia 13 de maio, de uma ação de sensibilização e consciencialização para o surto COVID 19 e boas práticas higiénico-sanitárias, por uma equipa do Regimento de Infantaria N.º 15 de Tomar, destinada aos assistentes operacionais. Durante o evento, a Diretora AEA deu a conhecer os procedimentos constantes do plano de contingência do AEA, já atualizados na sua página online. Também neste dia, o exército procedeu à entrega dos equipamentos de proteção individual, a saber: máscaras, viseiras, aventais, luvas descartáveis e gel desinfetante. Para este recomeço, a Direção do AEA preparou os horários dos alunos das aulas presenciais nas disciplinas de exame nacional dos 11.º e 12.º anos - Filosofia, Inglês, Biologia, Físico-Química, MACS, Geografia, Economia, Português, Matemática e História –, considerando o interesse de minimizar o tempo de permanência na escola. Para esta situação ser efetivamente possível, os transportes escolares foram articulados com o município, congregando-se grandes esforços para dar uma resposta o mais próxima possível da mancha horária das turmas. Estes alunos continuam ainda com aulas de ensino a distância- E@D para as disciplinas não sujeitas a exame final. A 1 de junho, com a terceira fase de desconfinamento, retomarão as atividades presenciais os alunos da educação pré-escolar, estando a preparação desta retoma já a decorrer! É de registar ainda que os restantes alunos do AEA se encontram em E@D, tendo a Escola e a Câmara Municipal de Ansião (CMA) feito um enorme esforço para cederem computadores e acessos de internet a título de empréstimo aos alunos, de acordo com critérios pré-estabelecidos. Ainda a 24 de abril, o AEA entregou computadores a alunos do 9.º, 10.º, 11.º e 12.º anos, e a CMA procedeu a esta entrega a alunos desde o 2.º ao 8.º ano de escolaridade, de 6 e 11 de maio. Neste momento, foram obviadas todas as necessidades prementes, estando a registar-se alguns ajustes, mas sempre com base em critérios de atribuição bem definidos. O nosso agradecimento ao Município pelo apoio na resposta às necessidades dos nossos alunos e o nosso reconhecimento por todo o empenho aos professores, assistentes técnicos e operacionais e famílias, que têm contribuído para que este momento, tão único, esteja a decorrer favoravelmente. Agora, resta-nos protegermo-nos para com a nossa ação protegermos também os outros e acreditar que, com este comportamento cívico conjunto, Vamos todos ficar bem! Isabel Serra - Direção do AEA

sexta-feira, 8 de maio de 2020

Comemoração do Dia da Europa, 9 de Maio, no Agrupamento de Escolas de Ansião

Os alunos e as professoras do Programa Escola Embaixadora do Parlamento Europeu, do Clube Europeu e do Projeto Ka1-Erasmus Plus, do Agrupamento de Escolas de Ansião, decidiram comemorar o Dia da Europa, a partir de suas casas e juntos manifestaram as suas intenções de continuarem a depositar uma enorme esperança numa Europa unida. JUNTOS e em videoconferência partilharam vontades, juntaram ideias, planearam ações e comunicaram eletronicamente para ultrapassar as dificuldades impostas pela distância física que os separava. E assim, conseguiram realizar um vídeo muito simbólico da vontade de recuperar a união entre as pessoas, numa União Europeia ferida pela pandemia COVID 19, na vontade de reaver a liberdade de movimentação, o convívio entre os povos, a partilha de experiências, a vontade de viver em interculturalidade, o respeito pelo que é diferente, para mostrar que o lema da UE "Unidos na Diversidade" se concretizará pela sua determinação de estarmos sempre juntos. https://drive.google.com/file/d/1ugUvmgMW6tpp2toy9JwqwOKrfYYjTUZs/view

O Agrupamento de Escolas de Ansião e o Ensino à Distância

O dia 13 de março foi o último dia de aulas presenciais dos alunos que frequentam as escolas e instituições de ensino público e privado em Portugal devido à Pandemia Covid-19. Este dia foi decisivo no Agrupamento de Escolas de Ansião e os alunos deixaram as diferentes escolas do Agrupamento com indicações, ainda que breves, de como iria ser dada continuidade ao trabalho à distância, já que todos os alunos ficariam impossibilitados, devido ao Plano de Contingência da Escola e mais tarde do Estado de Emergência Nacional, de ter atividade letiva presencial a partir do dia 16 de março. A 3 de abril o Ministério da Educação endereçou às direções das escolas um roteiro com alguns princípios orientadores para a implementação do Ensino à Distância. O Agrupamento de Escolas Ansião organizou-se com o objetivo de garantir que todas as crianças e jovens continuem a aprender durante o período de suspensão das atividades letivas presenciais, de acordo com o definido no Perfil dos Alunos à Saída da Escolaridade Obrigatória e nas Aprendizagens Essenciais, recorrendo aos meios necessários para tal. O E@D pretende desenvolver atividades promotoras do sentimento de pertença e ligação do aluno à escola e ao grupo/turma, bem como fomentar o estabelecimento de comunicações regulares entre professores e alunos e entre alunos. Na Educação Pré-Escolar e no 1.º Ciclo, este aspeto assume particular importância. O desenvolvimento de atividades à distância com os alunos deve centrar-se na criação de rotinas de trabalho, que configuram segurança aos alunos, e que são diferentes das presenciais. Paralelamente, deverão ser desenvolvidas atividades de caráter lúdico, que promovam o bem- estar emocional do aluno. As atividades digitais propostas deverão contemplar espaços de interação, promovendo o trabalho de grupo online e quebrando o isolamento em que os alunos se encontram. O Agrupamento teve de eleger um conjunto de ferramentas para a implementação do plano de E@D, e a ser complementado com as atividades letivas EstudoEmCasa na RTP Memória, a saber: emails dos Encarregados de Educação – do Pré Escolar ao 3.º ano; email individual de trabalho – para alunos do 4.º ao 12.º anos; plataforma Class Dojo – para alunos do 1º ciclo; aplicação Google Classroom -para alunos do 4.º ao 12.º anos; aplicação Google Reuniões – para alunos do 4.º ao 12.º anos; plataforma Moodle do AE (quando já em uso); Escola Virtual; videoconferência. No processo de mudança para o ensino à distância, o envolvimento de toda a Comunidade Educativa, na implementação do Plano de Ensino à Distância (Plano E@D), é imprescindível para o sucesso de todos os nossos alunos. Deste modo, a sua implementação pressupõe um processo dinâmico e de melhoria constante assente no debate interno, reflexão, levantamento e (re)definição de meios tecnológicos. Sabemos que a Escola não estava preparada para este novo paradigma da educação. O E@D será um processo em construção, na procura da melhor resposta para os nossos alunos e nunca o trabalho colaborativo entre docentes e técnicos e a articulação com os alunos e os encarregados de educação foram tão necessários. Nem todos os alunos terão o mesmo nível tecnológico nem as mesmas competências digitais. Neste particular, é sabido que se o Encarregado de Educação colaborar o trabalho será bem sucedido, contudo não se pretende, sobrecarregar as famílias no acompanhamento dos trabalhos escolares para cuja função muitos não têm possibilidade de proporcionar. Neste tempo de rápidas e inesperadas mudanças também para nós, professores /educadores, este é um grande desafio e percebemos desde o dia 13 de março que o espírito de colaboração e capacidade de adaptação da nossa comunidade educativa têm sido notáveis. Finalmente, desejamos a todos, serenidade, transformação, renovação, saúde e muita esperança! Isabel Serra

sexta-feira, 7 de fevereiro de 2020

Entrega das mochilas em Chipaca - Niassa


No âmbito do projeto solidário "Uma Escola no Niassa" decorreu hoje, na escola primária de Chipaca, a entrega das mochilas com o material escolar. Cada um dos 174 alunos recebeu o seguinte material:
1 mochila, 5 cadernos, 4 canetas, 2 lápis, 2 conjuntos de lápis de cor, régua, afiadeira e borracha.
Na cerimónia, para além do Diretor Geral da JFS-SAN, Engº Manuel Delgado e seus colaboradores, estiveram presentes várias entidades locais e provinciais, para além dos alunos, encarregados de educação e demais membros da comunidade.
Durante a cerimónia foi projetado um vídeo gravado na Escola de Ansião com uma mensagem de incentivo para o novo ano letivo.
Deste cerimónia foi feito o registo foto e vídeo, cujos ficheiros se disponíveis nos links seguintes:
Fotos (Google Photos):
Vídeos (Google Drive): 


segunda-feira, 27 de janeiro de 2020

- “Let´s do Science” - 

https://twinspace.etwinning.net/102173


(a decorrer durante o ano letivo na EB1 Santiago da Guarda)
Breve descrição:
Promover a literacia científica, a educação em ciências reflete-se noutras áreas do currículo, assim como, contribui para o desenvolvimento de competências na língua materna, promovendo uma atitude crítica/reflexiva e para o desenvolvimento do pensamento para a resolução de problemas.
A necessidade de tornar a aprendizagem dos fenómenos que ocorrem na Terra numa experiência estimulante, leva-nos a procurar colocar o papel da descoberta no jovem investigador, que passo a passo, irá efetuar uma viagem pelas ciências, iniciando-a no 1º Ciclo.

Objetivos:
·         Dar a conhecer a importância do conhecimento e do método científico nas suas vertentes futuras, demonstrando a sua aplicação em situações reais dos conceitos e ferramentas lecionados na sala de aula;
·         Fomentar a aquisição e aplicação de um saber cada vez mais aprofundado, assente no estudo, na reflexão crítica, na observação e na experimentação;
·         Proporcionar situações diversificadas onde o aluno interprete textos, tabelas e diagramas, analise informação científica e conduza pequenas investigações;
·         Compreender a importância das medições, classificações e representações como forma de olhar o mundo perante a sua diversidade e complexidade;
·         Privilegiar o desenvolvimento da curiosidade pelo meio local e pelos fenómenos naturais que dele fazem parte;
·         Fortalecer a integração das tecnologias de informação e comunicação na prática pedagógica e na vida das escolas, enquanto incentivadoras de novas aprendizagens, reforçando a sua transversalidade;
·         Familiarizar os alunos com a utilização de computadores e sensores como ferramentas de trabalho experimental;
·         Fomentar capacidades de comunicação e espírito crítico possibilitando o desenvolvimento de atitudes reveladoras de maior autonomia;
·         Criar um conjunto de recursos educativos/estratégias de trabalho, promotores de aprendizagens motivadoras e significativas em ciências;
·         Incentivar o estudo e conhecimento contínuo, voltado para o futuro, capaz de acompanhar a evolução científica, tecnológica e do conhecimento do homem;
·         Incentivar a criatividade e inovação;
·         Fomentar atitudes de respeito pela Vida e pela Natureza;
·         Promover a interdisciplinaridade das diferentes áreas curriculares, que conduzam à criação de valores, atitudes e práticas que adequem os alunos ao desempenho de funções socialmente úteis;
·         Realizar experiências que conduzam à identificação de alguns fenómenos de contaminação ambiental;
·         Divulgar os resultados obtidos de modo a alertar a comunidade e as entidades responsáveis do concelho para problemas ambientais.


- Projeto “Where are you from? Postcards from Europe” 

a decorrer no presente ano letivo  (EB1 Santiago da Guarda)
https://twinspace.etwinning.net/94072
Brief description:
We want our elementary school students to become more aware of what it means to be a European and where countries of Europe are located. Many of our students travel to other European countries during their holidays, but don't quite know where these places are on a map. We also want them to learn some very basic information about European countries, for example how to say "hello" and "good-bye" and a little about the town, country or school they attend.

Goals:
- Discover similarities and differences with other cultures and traditions.
- Get to know there are many different languages in Europe and around the world.
- Teach and promote respect and tolerance.
- Develop social abilities.
- Improve language skills.
- Improve the use of technology.

sexta-feira, 24 de janeiro de 2020

Sessão Apoio a Candidaturas | Castelo Branco | 24 janeiro

Evento de apoio à redação de candidaturas 2020 em representação do(a) Município de Ansião, relembramos que a sessão será já amanhã na Escola Superior de Tecnologia do Instituto Politécnico de Castelo Branco





terça-feira, 21 de janeiro de 2020


- Projeto “Sharing Traditions” - a decorrer no presente ano letivo -  https://twinspace.etwinning.net/93788https://padlet.com/veramonteiro/hcz8de94w15i
Developed By - EB1 Santiago da Guarda
Brief description:
Cultures are enriched when they are shared, so introducing and learning about other traditions can be a bridge of intercultural cooperation. Our project wants to be an intercultural opportunity where students introduce their own local traditions, food, local costumes, dances, songs and learn about others.
The project idea is to create an interactive map where each school upload photos, videos and short texts in English about the local traditions of their village or city. All this information must be collected in a padlet, so in the interactive map each school will share their location and padlet link.

Goals
- Exchange knowledge and information about different traditions.
- Develop among children interest in traditions.
- Discover similarities and differences with other cultures and traditions.
- Get to know there are many different languages in Europe and around the world.
- Create a greater appreciation for one's traditions and for others.
- Build in children the feeling of being members of citizens of the world.
- Teach and promote respect and tolerance.
- Develop social abilities.
- Improve language skills.
- Improve the use of technology.

sexta-feira, 13 de dezembro de 2019

Reunião do Conselho Erasmus+ de Ansião - 13 Dezembro de 2019


Reunião de 13 de Dezembro de 2019 - Município de Ansião
O Conselho Erasmus+ reuniu hoje, 13 de Dezembro de 2019, para a 1ª fase de análise de candidaturas para as mobilidades previstas no âmbito da candidatura 2019-1-PT01-KA101-060626, no que diz respeito a cursos estruturados e atividades de jobshadowing.


terça-feira, 3 de dezembro de 2019

Reunião do Conselho Erasmus+ de Ansião - 03 Dezembro de 2019


Reunião de 03 de Dezembro de 2019 - Município de Ansião

O Conselho Erasmus+, reuniu a 3 de Dezembro de 2019, com o objetivo de definir estratégia do consórcio, por forma a estruturar os cursos previstos no âmbito da candidatura 2019-1-PT01-KA101-060626, bem como as atividades de jobshadowing, articulando as abordagens aos parceiros.



segunda-feira, 21 de outubro de 2019

Candidaturas

PROJETOS EM CONSÓRCIO DO PROGRAMA ERASMUS PLUS ENSINO ESCOLAR – KA101 – PROGRAMA ERASMUS+1

CONTRATO FINANCEIRO N.º 2019-1-PT01-KA101-060626 KA1 – Learning Mobility of Individuals – School Education Staff Mobility / Ação Chave 1 - Ensino Escolar

CANDIDATURA destinada a formação de pessoal – POR UMA EDUCAÇÃO PARA TODOS – FAEFA – 2019/2021 Mobilidades Erasmus + Atividades de mobilidade do projeto previstas (mas a serem ajustadas conforme a disponibilidade de parceiros) para elementos da administração, educadores, professores, assistentes técnicos e operacionais:

  • 10 Atividades de acompanhamento no posto de trabalho/Jobshadowing em países dos grupos 1 e 2 (Finlândia/Alemanha/…)
  • 4 Cursos Estruturados em Pedagogia e diferenciação pedagógica num país do grupo três (República Checa) 
  • 6 Cursos Estruturados em Línguas Estrangeiras (Inglês) em países do grupo 1 (República da Irlanda)

Lançamento da candidatura às mobilidades para 2020 - Prazo de candidatura – de 21 de outubro a 22 de novembro de 2019 (Inscrições Encerradas)

Informações e link para formulário: https://forms.gle/c4a59rtz6seCNoK4A

segunda-feira, 14 de outubro de 2019

Plano de Desenvolvimento Europeu

O Município de Ansião iniciou um processo de internacionalização no início da década de 90, através de processos de geminação, abrindo novas fronteiras e oportunidades à população concelhia com o estabelecimento de relações com países europeus (Alemanha, França, República Checa e Finlândia) e sul-americano (Brasil) e África (Cabo Verde). Esta estratégia de internacionalização, bem como os projetos europeus desenvolvidos ao longo de vários anos, têm um impacto importante na comunidade escolar e na comunidade local do Município. Aprender a "olhar para o mundo", através da participação ativa em projetos europeus, contribui, de facto para o desenvolvimento integral das crianças e jovens e para a melhoria das competências pedagógicas dos seus agentes educativos e das competências de gestão e de organização da administração das instituições do consórcio. Os novos desafios da nossa sociedade, a grande diversidade cultural das nossas crianças e jovens, as orientações curriculares da educação pré-escolar (OCEPE), as aprendizagens essenciais (AE) das diferentes disciplinas, a estratégia nacional de educação para a cidadania (ENEC) e a de escola, o novo perfil do aluno (PA) à saída da escolaridade obrigatória, exigem que os educadores, professores e colaboradores, utilizem ferramentas mais adequadas para preparar e motivar os alunos e inovar na sala de aula do Século XXI.
O AEA iniciou a sua internacionalização em 1997 com a criação de Projetos Europeus e novas competências em gestão e pessoal, bem como em línguas estrangeiras e métodos de ensino (ferramentas e currículo) foram conseguidas melhorias nas práticas pedagógicas e na visão de uma Escola mais aberta às tendências europeias, de referência, com um impacto muito positivo na formação dos nossos alunos e nos seus resultados escolares. A Dimensão Europeia da Educação é uma vertente muito valorizada no seu Projeto Educativo, bem como a utilização das novas tecnologias como recurso educativo e comunicativo de referência. O envolvimento em projetos europeus como o Sócrates-Comenius, Aprendizagem ao Longo da Vida, Coménius, Comenius Régium, ETwinning e mais recentemente o Erasmus Plus têm sido de grande importância para a comunidade escolar.
A Santa Casa da Misericórdia de Ansião não tem experiência no âmbito de projetos europeus, contudo tem participado em atividades dinamizadas no âmbito das geminações europeias e de parcerias com as escolas e com o município. Foi efetuado um investimento significativo na construção de um novo edifício destinado ao apoio à infância, justificando-se agora o envolvimento em projetos europeus com atividade de observação de outros contextos socio económicos, culturais e pedagógicos para enriquecimento e partilha na instituição através dos seus educadores, colaboradores e dirigentes.
A escola do século XXI exige a partilha de métodos de trabalho inovadores, que contribuam para a melhoria da qualidade do trabalho prestado nas instituições, perspetivando as áreas de competência que pressupõe literacias múltiplas, tais como a leitura e a escrita, a numeracia e a utilização das Tecnologias de Informação e Comunicação, que são alicerces para aprender e continuar a aprender ao longo da vida. O consórcio em parceria com outras entidades europeias, a saber, escolas de kaarina - Finlândia e de Erbach - Alemanha e universidades e/ou centros de formação na República da Irlanda e República Checa promoverão ações destinadas a responder a uma vasta gama de necessidades.

Resumo do Projeto - FAEFA

Ka1 – ERASMUS PLUS – Ensino Escolar – Por uma Educação para Todos - Candidatura em consórcio do Município de Ansião, o Agrupamento de Escolas de Ansião e a Santa Casa de Misericórdia de Ansião - CANDIDATURA APROVADA – 24 meses – início a 31.05.2019 - RESUMO DO PROJETO “O Município de Ansião, o Agrupamento de Escolas de Ansião e a Santa Casa de Misericórdia de Ansião constituíram o consórcio que se candidatou ao presente projeto com o objetivo de reforçar as relações já estabelecidas e partilhar ideias sobre o ensino e a formação, perspetivando uma Escola do Século XXI e para todos. As áreas identificadas como prioritárias do projeto são as seguintes: Línguas Estrangeiras, Educação Inclusiva e Inovação Tecnológica em Educação, dando ênfase ao trabalho colaborativo e de intervisão, através de atividades de acompanhamento no posto de trabalho /Jobshadowing e frequência de cursos estruturados, bem como da integração e inclusão de crianças e jovens com necessidades educativas especiais ou alunos de outros contextos culturais. As instituições do consórcio têm investido em metodologias facilitadoras da plena inclusão social dos alunos contudo estas metodologias deverão desenvolver ao máximo o potencial das escolas e seus recursos por forma a facilitar o direito a cada aluno de participação num projeto educativo comum e plural que motive os alunos e que valorize o pessoal docente e não docente, colaboradores do consórcio. Os desafios do novo século estão bem presentes. Neste momento as escolas estão a preparar os alunos para um futuro cada vez mais incerto e para profissões que ainda não se sabe o que vão ser, pelo que também as instituições deverão ter esta abertura e postura para atualização dos conhecimentos, adaptabilidade e ousadia para educar para o século XXI. Objetivos principais previstos: - Integrar a inovação tecnológica para aproximar a escola da sociedade atual e tornar o espaço escolar mais inovador, melhorando os resultados escolares dos alunos; -Incrementar práticas e metodologias de trabalho colaborativo em todos os departamentos/áreas;-Introduzir mais tecnologia e outras abordagens inovadoras para re-imaginar o modelo de sala de aula de futuro e de escola; - Melhorar as competências em línguas estrangeiras a fim de formarmos cidadãos mais competentes, atentos aos problemas do mundo que os rodeiam e mais interventivos na sociedade; - Promover o desenvolvimento pessoal de crianças e jovens, para o desempenho de uma cidadania ativa e para a construção de sociedades democráticas que respeitem a diversidade cultural e linguística;-Contribuir para o desenvolvimento de práticas pedagógicas mais inclusivas e interculturais;- Garantir a igualdade e equidade de oportunidades e o sucesso escolar de todas as crianças e jovens. Participantes: Elementos da direção/administração, educadores, professores, assistentes técnicos e operacionais. Atividades de mobilidade: - 10 Atividades de acompanhamento no posto de trabalho/Jobshadowing, na Alemanha e na Finlândia ;- 4 Cursos Estruturados em Inovação Tecnológica, num país do grupo três; - 6 Cursos Estruturados em Línguas Estrangeiras (Inglês) no República da Irlanda. A divulgação destas atividades é da maior importância para o projeto e envolverá: a produção de ferramentas para o ensino e para uso em sala de aula e a partilha com colegas de outras escolas, de folhetos, blogues, artigos para os media e sites e documentários ou workshops para o canal de TV e rádio escolar; o desenvolvimento de projetos europeus como o eTwinning na sala de aula e o trabalho sobre temas apoiados pelo nosso projeto educativo como a Cidadania Aiva; a organização de dois Seminários de Boas Práticas com todos os elementos envolvidos nas mobilidades ao estrangeiro, aberto a todo o pessoal docente e não docente das escolas; a organização da comemoração do Dia da Europa / Tardes Interculturais, nos dois anos letivos do projeto; Estas atividades elencadas serão de grande interesse e impacto para a escola/instituições envolvidas no consórcio, uma vez que o seu pessoal terá a oportunidade de desenvolver práticas educativas em novos ambientes de aprendizagem, partilhando ideias com docentes e técnicos de educação de outros países europeus. Impacto: Prevê-se a realização de atividades para avaliar o impacto do projeto, nomeadamente a aplicação de questionários de satisfação após os fórum para avaliar a qualidade das intervenções e o número de participantes; aplicação de questionários on-line; dinamização de um blogue para avaliação do número de visualizações/seguidores; avaliação do impacto do projeto eTwinning e do número de parceiros envolvidos; divulgação de notícias nos jornais locais, regionais e newsletters; elaboração de relatórios das atividades; apresentação dos relatórios intermédio e final do projeto A formação específica nas áreas prioritárias e a partilha das melhores práticas proporcionará uma melhoria significativa no processo de ensino e aprendizagem nas escolas da região e na comunidade educativa mais alargada, contribuindo para influenciar as práticas pedagógicas. Novos tempos se avizinham, o Futuro chegou mais cedo! É urgente criar novos ambientes de aprendizagem.”